Fonte: François Passerini, All rights reserved

Sobre

Na escuridão das cavernas, o som funcionava como um compasso para a humanidade. Eram necessários gritos para indicar o caminho. Eram necessárias canções para iluminar a escuridão. Também aqui humanos e animais gritam, procuram, tateiam. Avançam o melhor que podem no túnel dos tempos. É a base da parede ou o topo do mundo? A vida aqui morre ou renasce? Caem e erguem-se com a mesma clareza, a mesma inocência, a mesma insistência. Querem sobreviver. A qualquer custo. São um rebanho. São uma multidão. Quase uma família. E nas brechas deixadas por um mundo em ruínas inventam algo novo. É possível um outro fim do mundo – até já começou.

Quando

Sexta-feira, 8 Julho 2022 19:30-21:15

Quinta-feira, 7 Julho 2022 19:30-21:15

Galeria

  • Preço
    12€
  • Promotor
    Teatro Municipal do Porto | Baro d’evel
  • Audiência Alvo
    Público em Geral
  • Visit Porto

    2022-07-05